Filarmônica do Elba é inaugurada em Hamburgo

feeduploaded-62bd3a86e70246a88ad3f85a17104d14Com um belo concerto, foi inaugurada na noite do dia 11 de janeiro, em Hamburgo, na Alemanha, a Filarmônica do Elba. Os 2100 convidados assistiram a NDR Elbphilharmonie Orchester, sob a regência de Thomas Hengelbrock. O programa da noite constou de uma viagem pelo tempo, do Renascimento até a atualidade, com a pré-estreia de uma obra de Wolfgang Rihm. O ponto culminante e final foi o “Hino à Alegria”, da 9ª Sinfonia de Beethoven. 

A construção, no bairro portuário próximo ao cais, demorou quase uma década. “Um lugar no qual a força unificadora, inspiradora e gratificante da música será sentida por todos”, afirmou o presidente federal Joachim Gauck. A popularidade e a força de atração da Filarmônica do Elba são uma grande chance para despertar em mais pessoas o entusiasmo pela música clássica. Gauck encorajou a cidade: “Aproveitem as possibilidades, que essa casa lhes oferece”. Então, o prédio se transformará no que muitos hamburgueses desejam: símbolo de uma metrópole cosmopolita e diversificada e uma joia da Alemanha, como Nação cultural.

“Um dia, todos nós estaremos muito orgulhosos de que, também na nossa época, tenha sido construído algo sobre o qual as pessoas, talvez em 50 ou 100 anos, ainda falarão ‘veja só, isso foi naquela época, no ano de 2017, no dia 11 de janeiro’”, disse a chanceler Angela Merkel.

Os músicos e o dirigente Hengelbrock elogiaram a acústica da Filarmônica do Elba. Para o especialista Yasuhisa Toyota, foi importante na execução do prédio que todos os espectadores nas fileiras do público, dispostas em forma de terraços, pudessem ouvir bem e de maneira igual. Por motivo de isolamento acústico, a sala com peso de 12.500 toneladas foi desacoplada do restante da construção e está apoiada sobre um conjunto de molas.

Entre os convidados, estavam numerosos políticos federais e estaduais, bem como pessoas proeminentes, como o ator Armin Mueller-Stahl ou o diretor de balé John Neumeier. Apesar do mau tempo, foi projetado no prédio, para os espectadores do lado de fora, no cais e em barcaças, um espetáculo de luz, coordenado com a música.

Com informações do site deutschland.de

Foto: dpa

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.