Daimler e Universidade de Stuttgart juntas em pesquisa

A Daimler e a Universidade de Stuttgart assinaram um acordo adicional de cooperação a longo prazo que amplia a parceria da montadora e da instituição no projeto Campus de Pesquisa ARENA2036. No projeto, cientistas e outros especialistas realizam pesquisas fundamentais no campo das tecnologias de construção leve e modelos de produção para o carro do ano 2036, quando acontecerá o 150º aniversário da invenção do automóvel.

O nome ARENA vem de Active Research Environment for the Next Generation of Automobiles, ou Ambiente de Pesquisa Ativa para a Nova Geração de Automóveis, e a iniciativa reúne, além da Daimler e da universidade, outros representantes das áreas de negócios e ciências do estado alemão de Baden-Württemberg, e é respaldado financeiramente pelo Ministério Federal da Educação e Pesquisa da Alemanha.

De acordo com a Daimler, o acordo adicional de cooperação possibilita a participação de candidatos ao doutorado e empregados do Instituto para Design de Aeronaves da Universidade de Stuttgart no desenvolvimento conjunto de pesquisas com especialistas da montadora sobre assuntos fundamentais no campo da produção, simulação e design de componentes de construção leve em FRP/CRP (siglas em inglês para Plástico Reforçado com Fibra de Vidro e Plástico Reforçado com Fibra de Carbono).

A construção leve é, segundo a Daimler, um componente integral da sua estratégia rumo à mobilidade sustentável. Um dos objetivos de desenvolvimento da empresa é reduzir o peso da carroceria de todos os veículos da Mercedes-Benz em aproximadamente 10% comparado aos modelos anteriores. Isto significa que a eficiência no consumo de combustível pode ser melhorada ainda mais, assim como a redução de emissões. Para atingir esse objetivo, a Daimler está concentrada no desenvolvimento de novas tecnologias, baseada no princípio do “material certo no lugar correto”.