Publicidade
OK
Lifestyle / páscoa
 E-mail
 Orkut
  Twitter
 Favoritos
 RSS
6/4/2012 - 14:00
Páscoa na Alemanha é repleta de tradições

Na comemoração da “Ostern” (Páscoa, em alemão), ovos cozidos com as cascas coloridas são escondidos nos jardins e em algumas regiões, é comum acender fogueiras. A celebração reúne costumes cristãos e da mitologia germânica

Rafaela Musto

Na comemoração da “Ostern” (Páscoa, em alemão), crianças vão em busca de ovos coloridos, que são escondidos nos jardins / Foto : SXC

A tradição cristã da Páscoa, que comemora a ressurreição de Cristo, acontece em diversas partes do mundo, mas nem sempre da mesma maneira. Cada região incorpora costumes próprios, que envolvem as práticas religiosas, lendas e preferências culinárias locais.

Se no Brasil é comum nos depararmos com uma grande diversidade de ovos de chocolate, na Alemanha o que mais se vê são ovos cozidos pintados de várias cores.

Esta tradição acontece desde o século XII, quando a igreja católica iniciou o costume de abençoar os ovos, que simbolizam a ressurreição de Cristo e o início de uma nova vida. A pintura e a decoração diferenciavam os ovos benzidos dos outros.

A preparação dos ovos envolve um ritual com participação de toda a família. É necessário levá-los ao cozimento e depois pintá-los com bastões de tinta, anilina dissolúvel, papel crepom ou até canetas com tinta comestível. 

Na manhã de domingo, as crianças participam de uma brincadeira: vão em busca dos ovos escondidos nos jardins. Assim, como no Brasil, o coelho da Páscoa é fortemente relacionado à data, pois, diz a lenda, é ele que traz os ovos. Essa associação remete a uma tradição protestante do século XVII, que representava os coelhos como símbolo da fertilidade.

 “Uma das lembranças que tenho da Páscoa na Alemanha é andar pelas ruas e ver os ovos cozidos coloridos nos jardins. Também me recordo de pessoas se reunindo em parques e fazendo piqueniques ao ar livre”, comentou Luise Kühnel, de Leipzig, que hoje vive no Brasil.

Tradições da mitologia germânica

As celebrações de “Ostern” (Páscoa, em alemão) não se limitam às tradições cristãs, mas incorporam elementos da mitologia germânica, como a festa que contempla a chegada da primavera e representa a vitória do sol sobre o frio do inverno.

Em algumas regiões, é comum acender fogueiras, as “Osterfeuer”, que simbolizam o sol e a chama da fé. “Mas isso acontece mais em vilas ou locais afastados, porque nas grandes cidades não é muito viável”, explicou Kühnel.

Na Vestfália e no norte de Hessen, há um costume pagão de confeccionar rodas de carvalho que são desfiladas pela cidade em carros de feno. Na noite de sábado, são levadas para o alto de um monte, onde são incendiadas e rolam montanha abaixo.

Culinária

Na “KarFreitag”, ou sexta-feira Santa, as famílias consomem peixes e bolos especiais, com uvas-passas e outras frutas secas. “No domingo, os almoços familiares incluem o “Osterbraten”, o assado de Páscoa, acompanhado de sopa e bolos tradicionais para a sobremesa”, diz Gudrun Busch, da região da Vestfália.

Em algumas regiões do país, há o “Osterlamm”, cordeiro de Páscoa, que não se trata de um cordeiro assado, mas de uma massa assada em fôrmas especiais na forma do animal, além da “Möhrencremesuppe”, uma sopa de cenoura.







 


Acompanhe: